Atuação

Eixo 1. Resgate, memória e manutenção das políticas culturais

São projetos destinados ao resgate e memória da história da Região do Barreiro e políticas de manutenção e desenvolvimento cultural, tais como: “Barreiridades” – produção e pesquisa contínua e registro documental e audiovisual histórico do Barreiro que busca a estruturação de um centro de memória da região; e o “Fórum Arte e Cultura do Barreiro ” –  com um encontro mensal e um seminário anual, consiste em um espaço de discussão de políticas culturais, entre profissionais e fazedores de cultura que ali vivem e atuam.

Eixo 2. Eventos, Ações e festivais culturais

O Instituto promove eventos musicais e estimula e promoção de artistas locais e autorais, sendo eles: “Dia da Música Barreiro” – já em sua 3ª edição, o festival acontece anualmente e abre espaço para artistas da região apresentarem suas composições autorais; o “Slam de poesia” – é um campeonato de poesias autorais declamadas que integram o circuito mundial de Slams; a “Batalha de Mcs” – duelo de MC’s que conta com a participação de MC’s de toda regional; e o “Barreiro Rock” – festival de bandas de rock autoral, os eventos musicais são promovidos uma vez por mês, durante todo o ano. Além dos eventos as quartas-feiras é realizada em parceria com o Movimenta Barreiro a Batalha da Pista.

 

Eixo 3. educação e cultura

Consiste em projetos com viés educacional e de estimulo ao conhecimento e aprendizado em várias temáticas, tendo como ações permanentes: a “Biblioteca da Comunidade” – trazida por meio de parceria com a Comunidade Pedagógica de Águas Santas de Tiradentes em 2013, consiste em geladeirotecas itinerantes, que circulam em espaços públicos do barreiro, com o intuito de estimular a leitura via empréstimo gratuito de livros; a oficina “Negritudes” – Tem por objetivo o resgate da diáspora negra no Brasil, por meio de uma Oficina de Bonecas Abayomi, onde ao decorrer do fazer é contata a história das bonecas em um resgate de ancestralidade e identidade social. As oficinas acontecem trimestralmente, culminando no dia 20 de novembro em comemoração ao mês da consciência negra; e o “Minhocando” – desenvolvido em três escolas públicas, é um projeto pedagógico e de caráter contínuo, que consiste no processo de reutilização de resíduos sólidos gerados pela produção de alimentos, onde o adubo orgânico é utilizado como sistema de compostagem em um espaço criado de cultivo. Os alunos são protagonistas na manutenção do sistema de compostagem e manejo das hortas.

Eixo 4. Empreendedorismo

Consiste em ações de orientação e instrução de produtores locais, com: a “Formação em empreendedorismo” – capacitação aberta a artesãos e feirantes da região do barreiro, que acontece trimestralmente; e a “Feculma – Feira Cultural Macunaíma” –  Organização e realização mensal de feira livre de artesanato aberta a produtores locais, sendo também ação continuada da formação em empreendedorismo para exposição dos produtos dos participantes.

“Em um lugar onde não há atividades culturais, a violência vira espetáculo” - fonte desconhecida –